• PWR Marketing Digital

Qual é a rede social mais indicada para a sua empresa?

Atualizado: 5 de Mar de 2020



No marketing offline, o empreendedor sabe que sua loja não pode deixar de ser vista pelas pessoas. Quanto mais vendo, maiores as chances de alguém entrar e comprar.

No marketing digital, a ideia é bastante parecida, como acontece no mundo offline, porém o empreendedor precisa encontrar o seu público em meio de muitas redes sociais. Uma vez que ele se preocupava praticamente em ter um ótimo ponto comercial.


Para entender melhor, uma pesquisa da Secretaria de Comunicação Social (Secom), do governo federal, revelou que 92% das pessoas que usam a internet estão nas redes sociais. Em meio de tantas redes e com tantas particularidades, para o empreendedor é muito difícil entender e não se perder quando está em busca de melhor rede social para o seu negócio.


Afim de ajudá-lo (a), descreveremos um pouco sobre cada redes sociais mais utilizadas por empresas e as principais características de cada uma para você descobrir e entender qual é a melhor para a sua empresa ou negócio.


“O primeiro passo você precisa descobrir onde está seu público, com base na sua definição de persona e jornada de compra". Após pesquisar sobre a rede social onde seu público está habituado a usar. É impossível achar uma resposta única resposta para os vários setores do mercado. No entanto, uma empresa que está na rede onde público usa, sai na frente.


Facebook


Com base em pesquisas, no Brasil, o Facebook ainda é a rede social mais utilizada, contando com 83% da população que acessa a internet regularmente. Seu início de operação foi em 2004, mas só se popularizou mesmo aqui no país entre 2010 e 2011. Com a aparição de novas redes nos últimos anos, o crescimento do Facebook desacelerou, sobretudo no ano passado, mas ainda segue sendo a principal rede em número de usuários – relatório do Facebook aponta para mais de 1,4 bilhão de usuários na rede.


O Facebook é uma plataforma intuitiva e bem simples de administrar. No Facebook é possível postar de tudo, de conteúdo escrito a fotos, vídeos e gifs entre outras novidades lançadas no F8 evento realizado pelo Facebook. A empresa devem fazer uma página, pois se diferencie do perfil dos usuários, pelo fato de que é possível “curtir”, criar anúncios segmentados entre outras ferramentas pelas quais você consegue interagir de mais fácil com seu público.


O Facebook é uma das redes sociais, quando usado de maneira adequada é umas das redes mais abertas para o investimento de empresas e conta com várias ferramentas para ajudar os administradores a cuidar de suas fan pages. Você pode, ainda, investir em publicidade o quanto estiver disponível em seu orçamento e garantir que seus posts alcancem mais pessoas. E o melhor de tudo, através do painel Gerenciador de anúncios você pode mensurar seus resultados. Hoje ele conta mais de 2 milhões de anunciantes ativos na plataforma.


Twitter


O Twitter se popularizou pelo termo “microblog” no ano de 2006. Ele chegou com a regra de permitir publicações de apenas 140 caracteres, a rede social ganhou o mundo. No Twitter os usuários podem seguir os perfis que interessam, mandar mensagens privadas e ainda publicar fotos e vídeos.


Ele é uma excelente forma de garantir uma interação rápida e direta com os usuários e de divulgar promoções e novidades da sua loja de maneira objetiva.

Mas, tome cuidado, se seu público estiver no Twitter ele também devem seguir outras marcas e pessoas e, uma vez bombardeado por outros tweets, sua publicação não tiver um conteúdo relevante, uma mensagem que chame atenção em apenas 140 caracteres pode ser que seu possível cliente não interaja com sua publicação. Recomenda-se para empresas que tenham a possibilidade de atualizar constantemente sua conta e, mais do que isso, tenham conteúdo para atualizados. Caso você tenha no máximo, uma publicação por dia, talvez não seja um bom negócio.


Instagram


O Instagram é um dos aplicativos que mais conseguiram crescer nos últimos anos e ajudou a fortalecer a cultura do “selfie”, o Instagram tem, atualmente, mais de 300 milhões de usuários no mundo, de acordo com um relatório do Facebook, que é dono do aplicativo.


No insta, os usuários interagem por meio de fotos, publicações no stories e vídeos muito curtos, de até 15 segundos. O Insta lançou a inserção de publicações patrocinadas na timeline dos usuários e stories, em pouco tempo muitas empresas já estavam usando, por conta própria, o Instagram como plataforma de vendas.


É a rede ideal para quem trabalha com produtos que tenham um apelo visual muito forte, como roupas, artigos para bebês e maquiagens e restaurantes. Mas lembre-se que no Instagram se preza por imagens muito bem trabalhadas, então vale a pena fazer algum investimento técnico nesse sentido antes de se aventurar na rede.


Likedin




O LinkedIn hoje soma mais de 13 milhões de páginas empresariais (company pages) dentro de sua rede mundial. Um número atraente para criar negócios, principalmente se sua empresa trabalha com B2B (business to business) ou (Negócios para Negócios).


No entanto, se o foco do produto ou serviço for o desenvolvimento de profissionais, sendo as pessoas o objetivo da marca, o LinkedIn também não decepciona, pois no Brasil há mais de 29 milhões de usuários.


Ao corresponder às características empresariais acima o LinkedIn Ads — sistema de divulgação da plataforma — precisa estar presente no planejamento de marketing digital, seja com o objetivo de gerar leads qualificados, aumentar o reconhecimento da marca, promover eventos ou conquistar autoridade.


Os diferenciais que contribuem para que o LinkedIn Ads tenha parte do orçamento de mídia das empresas são diversos e impactam todas as empresas, independente do porte ou segmento que atuam. Conheça abaixo as principais.


A principal motivação para divulgar pelo LinkedIn Ads é a qualidade dos cadastros que a rede social possui.

Como plataforma de relacionamento profissional, informações valiosas como setor, segmento, porte, localização — no caso das empresas — e nível hierárquico, formação, trajetória profissional e habilidades — nos profissionais — estão à disposição.

Com isso a qualidade dos leads gerados se torna muito superior, uma vez que a ferramenta disponibiliza diversas configurações que direcionam os conteúdos às pessoas certas. Entre as opções estão:

  • Função

  • Nível de experiência

  • Setor

  • Tamanho da empresa

  • Localidade

  • Idiomas

  • Área de estudo